Old Dragon - Galerinha

Uma recusa, um aceite

Onde um sacrifício não ocorre

Ritual Interrompido

É o dia do ritual de imolação de Vahlar. Sabendo que poderia ser perseguido pelos guardas por ter sido capturado na noite anterior, Yusuke Suzuki permanece escondido no quarto da estalagem Águia Gritante até que tragam para ele uma capa para poder se esconder. De fato, a guarda aparece na estalagem, mas Lars Boon os despista.

Durante o dia, Latiffa Laqüiin se encontra com o tenente James Trevor, visivelmente punido por seus superiores pela fuga de Yusuke, Riniades e os outros prisioneiros. Latiffa começa a questionar sua própria fé ao se lembrar de sua família e o que está acontecendo com os outros à sua volta.

Ao final da tarde o ritual se inicia. Num altar de madeira erguido no centro da cidade, a pira de imolação é acesa e os devotos iniciam sua procissão, queimando objetos relacionados a dificuldades que superaram e se mostraram superiores, oferendas a Vahlar e pedidos de proteção. Vacas são sacrificadas em nome de Vahlar e seu sangue é usado por Latiffa para abençoar devotos.

Porém, na falta de sacrifícios humanos, um forte vento sopra, apagando tochas e balançando a pira funerária. A população de Belars entende isso como um mal presságio e começa a se revoltar contra o Barão Felks, exigindo dele respostas para a fuga dos prisioneiros. Contrariado e acuado, o Felks oferece um saco com muitas peças de ouro para a imolação, aplacando a fúria de Vahlar e da população, que segue descrente em seu novo senhor.

O Barão se encontra com os membros da Guilda da Curtição ao final dos rituais e deixa bem claro que eles devem obter sucesso na busca do sino de Sir Valérius, ou haveria problemas.

Uma viagem só de ida

No dia seguinte ao ritual, a Guilda da Curtição parte para Hamming com Yusuke disfarçado. A viagem de dois dias para Hamming corre tranquilamente. Mas quando chegam à cidade, percebem que as coisas não estão como deveriam.

Hamming foi uma das cidades mais prejudicadas pela intervenção de Volstagrad. Sua milícia foi fortemente afetada e os corruptos que permitiram a facilitação da tomada da cidade estão agora a controlando, em disputa com a guilda de ladrões local e gangues menos organizadas.

E é em Hamming que Yusuke se encontra com Neme Finório. Na taverna O Velho Ancião, enquanto o resto da Guilda da Curtição conversa com o condestável, visivelmente bêbado e aberto a pequenas corrupções, Neme conta a Yusuke que nem tudo é o que se parece naquela cidade, devendo tomar cuidado com a sua própria sombra.

Yusuke parte em busca da zona de meretrício da cidade, sendo seguido tardiamente por um embriagado Baden Urquell e o condestável. Baden, menos habituado a cidades dominadas por gangues, acaba sendo cercado por bandidos que demandam suas posses, enquanto o oriental está a conhecer a prostituta Raio de Luz, uma das vítimas do empobrecimento de Hamming, marcada em seu rosto por um ex-marido abusivo.

Baden despacha com facilidade seus agressores, dividindo um deles ao meio com sua montante. O condestável, embriagado, vomita ao ver a violência e também é despachado pelo violento bárbaro, considerado fraco e corrupto. Os gritos de morte chamam a atenção dos guardas e sua distância de Latiffa a põe em alerta para procurá-lo. Baden consegue esconder-se nos becos até a situação se acalmar e ser arrastado para a taverna de volta por Latiffa.

No dia seguinte, são recebidos por um dos membros do conselho da cidade, o senhor Collins, que os põe a par da história de Sir Valérius e do sino que Hamming fez para Belars e da estátua do Conde Karhn que Belars fez para Hamming. Collins vai acompanhando na carruagem que leva o sino até Belars. Yusuke decide permanecer em Hamming, já que é procurado na cidade-irmã.

Problemas atrasados

E transcorrem os primeiros eventos relatados, do ataque de goblins… (ver O início de tudo)

Quando chegam em Belars com o Sino de Sir Valérius e a notícia de ataques de goblins, o Barão Felks é pressionado a tomar medidas, já que é o segundo indício de movimentação dos goblins das montanhas, o primeiro tendo sido o ataque do warg desgarrado em Kelt.

Relutante em tomar uma decisão, o barão decide que a Guilda da Curtição deveria seguir para as Terras Marginais e procurar o comendador Conaldhan, para exigir respostas, deixando em suas mãos a decisão de recompensar a guilda. A Guilda, insatisfeita, pressiona o barão para ceder-lhes equipamento para poder realizar a missão, e Felks cede, insatisfeito.

Bastian e Q’Dor decidem esperar pelo dia seguinte para obterem o dinheiro da venda da argentita a Parnalin, o ferreiro da Bom Ferro Frio, já que ainda não havia recebido sua remessa e temia pelos rumores de mortos-vivos nas ruínas de Valdran, a primeira cidade da região de Belars a se opor à invasão Volstagradiana. Acabam por repousar novamente na Águia Gritante.

Enquanto estão fazendo o desjejum, o barão e seus homens os encontram no salão comunal da Águia Gritante, juntamente com os Filhos de Kelvin. Felks, visivelmente irritado com a demora do grupo em partir para resolver sua demanda, anuncia uma recompensa para os Filhos de Kelvin caso decidam assumir a missão. Estes aceitam, mas para a surpresa do barão, a Guilda comemora, já que seus desafetos estariam saindo da cidade.

Quando chegam na Bom Ferro Frio para recuperar o dinheiro da transação, são cercados pelo barão e seus homens. São obrigados a devolver os equipamentos cedidos pela milícia e só não perdem o dinheiro porque Bastian consegue se esconder atrás do balcão com alguns dos sacos.

Irritados com o Barão Felks, a Guilda da Curtição abandona Belars e volta para Hamming, onde são recebidos por um homem encapuzado fumando um cachimbo. Este revela-se Yusuke, visivelmente adaptado à cidade e com novidades: os homens de Neme Finório encontraram indícios de onde estaria a tumba de Nesta, um famoso ladrão, nas montanhas a nordeste de Hamming.

Preciso de uma montaria…

Porém, estas não são as únicas novidades que Yusuke tem para a Guilda: os Filhos de Kelvin se encontram na cidade. Quando a Guilda chega na Velho Ancião, apenas o elfo está lá. Com os cavalos amarrados do lado de fora, Yusuke coloca o anel druídico de Muriel e vai tentar roubar os cavalos. Dos animais, o mustang altivo ele reconhece ser do elfo Mezlo, o malhado caipira reclamão do bárbaro Norrin e o pretinho silencioso de Kracky, o encapuzado.

Porém, com o barulho dos cavalos reclamando do roubo, Mezlo sai da taverna correndo a ponto de ver Yusuke fugindo com o pretinho. Mezlo não é rápido o suficiente e sua magia não tem mais o ladrão como alvo, acertando uma casa. Eis que do bordel surgem Norrin, Kracky e o anão Krago, envoltos apenas em toalhas. A discussão começa, às vistas da Guilda da Curtição.

Quando o corrupto condestável aparece para ouvir o que Mezlo e os Filhos de Kelvin tinham a falar, Mezlo culpa a Guilda da Curtição. Baden começa a provocar Norrin e os outros e quando tudo parecia se direcionar à violência, o cafetão chega, cobrando a fuga dos Filhos de Kelvin. Com o condestável em seu bolso, os Filhos de Kelvin em má situação, a riqueza dos homens de toalha é posta em risco. Vinganças são prometidas.

É uma bela noite de risos para a Guilda da Curtição, enquanto Yusuke aproveita a luz azulada de Lamare e seus anéis com seu novo cavalo preto ao relento.

Comments

bruno_baere bruno_baere

I'm sorry, but we no longer support this web browser. Please upgrade your browser or install Chrome or Firefox to enjoy the full functionality of this site.