Old Dragon - Galerinha

As Cavernas da Escuridão - Parte 2

Onde goblins esfaqueiam goblins

A promessa da Guilda

Entendendo o caso dos goblins, Latiffa Laqüiin promete ao gordo rei Tarra do trono enferrujado da tribo Talho Azul que irão resolver o problema do conselheiro Birra. Latiffa acredita que encontrando o carismático homem que está reunindo os humanóides nas Cavernas da Escuridão descobrirão o mal que acometeu o conselheiro goblin.

Birra então fornece dois de seus guarda-costas para acompanhá-los: Dente-de-Sangue e Tim.

A traição do goblin

Porém, Nilbog Comegatos estava ansioso por acabar com aqueles malditos goblins hereges que nasceram com a cor errada. Murmurava para Baden Urquell que os mataria assim que possível, pois não era possível confiar em goblins daquela cor esverdeada.

Nilbog parecia não enxergar a própria cor, esverdeada, achando que era um goblin de pele amarronzada. Seu preconceito genocida sendo proferido a alto som os colocaria em problemas. Bastian faz sinal para que Nilbog se cale, mas o goblin interpreta de maneira errada o sinal e degola Tim, achando que aquela era a hora. Baden não perde tempo, e antes que o outro goblin possa correr e alertar o rei Tarra da traição, desce com sua espada sobre o pobre Dente-de-Sangue.

Muriel e Latiffa precisam ser seguradas para não acabar com Nilbog, sendo a intervenção de Baden a única coisa que as impede de fazerem o goblin se juntar aos seus semelhantes na morte. Bastian o ordena a cavar os túmulos para os esconderem, antes de prosseguirem na exploração da área.

A sombra e a mantícora

Mais adiante, seguindo vale a dentro, percebem uma sinistra presença que os impele a sair do vale das Cavernas da Escuridão. Uma sombra se materializa, atacando Q’Dor e Vanael, que têm sua força drenada pelo sombrio ser. Após o morto-vivo ser devolvido ao descanso eterno, decidem levantar acampamento para se recuperarem dos combates.

Eis que na calada da noite, quase ao amanhecer do dia, uma gargalhada sinistra os acorda, junto com uma saraivada de dardos. Levantando de suas esteiras, a Guilda se vê atacada por uma mantícora que canta sua morte. A pesada criatura se joga em cima da barraca, forçando-os a tentar cercá-la.

Com muito esforço e dispendiosos recursos investidos na destruição da criatura, incluindo a perda da barraca com a esfera flamejante de Muriel, recolhem o couro da criatura para levar de volta ao Forte. Provavelmente Grigor Forja Rubra saberia fazer algo de valor daquilo.

Comments

bruno_baere bruno_baere

I'm sorry, but we no longer support this web browser. Please upgrade your browser or install Chrome or Firefox to enjoy the full functionality of this site.